ENTREGA DE DOCUMENTAÇÃO PROMOVIDO PELA AÇÃO CIDADÃ

“Ação Cidadã facilita o acesso da população aos direitos sociais básicos e oferece serviços como emissão de documentação civil (RG, CPF, segunda via de Certidão de Nascimento e Certidão de Casamento), assistência jurídica, carteira de trabalho, Passaporte do Idoso, Passe Livre do Deficiente, fotografia, corte de cabelo, dentre outros.”

Em Convênio firmado entre a Prefeitura de Campo Alegre de Goiás e o Governo de Goiás garantiu mais facilidade ao cidadão Campo Alegrense. A entrega dos documento pelas instituições, foram feitas na Terça-feira (20/02), na Prefeitura Municipal de Campo Alegre.
Após alguns anos sem emitir o documento, o município volta a ter o serviço em parceria na execução do serviço, fato que resulta na redução de deslocamento das pessoas que precisam dos diversos tipos de documentos, com o programa a prefeitura visa diminuir o déficit de impressões de carteiras de trabalho e outros.
Aproximadamente 300 pessoas participaram do programa e receberam dentre eles, sua Carteira de Trabalho, passaporte do idoso, CPF, já as Carteira de identidade serão entregues em breve.
“Por meio desse convênio que realizamos, nós restituímos à prefeitura a competência para ajudar nos déficits desses documentos e fazer gestão junto aos moradores para que esses não precisem se deslocar até os grandes centros ou outras cidades para a emissão desses documentos. Muitas vezes, principalmente, os recém-chegados a Campo Alegre têm dificuldade de obter esse documento, sem o qual não se consegue se quer um emprego”, finalizou o prefeito. O chefe do Executivo Municipal aproveitou a oportunidade para adiantar que em breve será realizado outro mutirão, afim de zerar o déficit. 
Quem também esteve presente na entrega foi a Primeira Dama que comentou da importância, em ter gestão social junto a população. "Campo Alegre mudou muito desde que administramos a cidade pela última vez, a cidade tem crescido, muita gente muda pra Campo Alegre em busca de oportunidades e quando chega a prefeitura é a primeira a contatada por essas pessoas, algumas só querem a passagem pra ir embora, outras querem ficar, mas precisam de empregos, outras querem ajuda para o aluguel, em fim é uma pasta “viva”, muda todos os dias e nós temos de estar atentos para estar fazendo o melhor”, comentou a primeira Dama que faz um trabalho social sem remuneração na prefeitura.

Imagens dos documentos: